Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Mensagem aos ex-alunos
Início do conteúdo da página

Mensagem aos ex-alunos

Dentro de pouco tempo cada um de vós controlará a vida de um punhado de homens. Tereis a vosso cargo cidadãos leais, mas inexperientes, que olharão para vós, buscando instrução e orientação.

 

Quando vos juntardes às vossas unidades, encontrareis um conjunto de homens cheios de esperança, que esperam de vós apenas as qualidades que lhe gerem o respeito, a lealdade e a esperança.

 

Eles estarão prontos e ansiosos para vos seguir enquanto puderdes convencê-los de que realmente possuís aquelas qualidades. Quando isso não mais acontecer, só vos restará a despedida, porque ali a vossa vaidade já terá chegado ao fim.

 

Do ponto de vista da sociedade, o mundo pode ser dividido em lideres e seguidores. As profissões têm seus líderes, o mundo financeiro também os tem. Há lideres religiosos, líderes políticos e líderes sociais. Em todas essas modalidades é difícil, senão impossível, distinguir a ambição do ganho pessoal da liderança autêntica.

 

Somente no serviço militar, onde homens sacrificam livremente suas vidas por um ideal, onde anseiam viver e morrer pelo direito ou pela prevenção de um grande mal, é que se pode realizar a liderança em seu sentido mais desinteressado e exaltado. Por isso quando falo em liderança, refiro-me a liderança militar.

 

Dentro de poucos dias sereis comissionados como oficiais. Essas comissões não vos farão líderes, mas apenas oficiais. Elas vos elevaram a uma posição em que podereis vos tornar líderes, se possuirdes os atributos necessários. Tereis que fazer muito para isso, não tanto perante os vossos superiores, mas, sobretudo, diante de vossos subordinados.

 

Os soldados podem seguir no combate oficiais que não sejam liíeres, mas a força que os conduz é a disciplina e não o entusiasmo. Eles vão na dúvida, tremendo, e, com um terrível medo nos corações apertados, terão sempre pronta a pergunta sem resposta: Que fará ele agora?

 

Soldados frios, passivos e irresponsáveis não podem alcançar grandes resultados. Não vão muito longe e param logo que podem. Liderança não somente pode, mas recebe a obediência consciente, firme e sem hesitação, a lealdade de outros homens, e ainda, a devoção que os impulsionará, quando for chegada a hora, a seguir o seu ídolo ao inferno e de lá voltar se preciso for.

 

A arte de comandar é uma composição de um número de qualidades. Entre as mais importantes, eu vos apontaria: autoconfiança, ascendência moral, espírito de sacrifício, paternalismo, lealdade, iniciativa, decisão, dignidade e coragem.

 

Extraído das palavras pronunciadas pelo Maj C. A. Bach (instrutor), como últimos conselhos a seus alunos que partiam para a guerra comissionados em oficiais após a formação no 2º Campo de Instrução em Fort Sheridan, no ano de 1917.

registrado em:
Fim do conteúdo da página